Quem só conhece os modelos da Lamborghini dos anos 2000 pra cá, (a famosa era Volkswagen, que comprou a marca em 1998) provavelmente não sabe que ela foi uma das marcas mais malucas que já existiu. Desde sempre passando por problemas financeiros, criando veículos com motores V12 absurdos e designs arrojados e ousados, a Lambo sempre andou aos trancos e barrancos e deixou um legado de carros clássicos e curiosos pro mundo, mais italianos impossível.

Mas de todas as suas malucas criações, uma se destaca: a Lamborghini LM002

Tudo começou no final dos anos 70, onde a Lambo decidiu entrar no mundo dos off-roads. Pensando em fazer um protótipo de guerra para ser vendido para o exército americano, a marca desenvolveu o Cheetah, com um motor Chrysler V8 atrás. Porém, a ideia acabou sendo um fracasso, com o exército americano nem cogitando utilizar a Cheetah (curiosamente, algum tempo depois gostaram e adotaram um tal de “Humvee”, a versão militar do Hummer)

O projeto falhou mas a ideia de construir um veículo off-road ficou, porém com algumas modificações um tanto quanto doidas. O motor atrás era um problema para a dinâmica, então a marca concluiu que um motor frontal seria melhor. O que pensaram? “Poxa, seria legal a gente pegar o V12 de quase 500cv da Countach e botar aqui ein”.

Assim, essa ideia que ao se pensar com calma parece invenção de algum gearhead maluco, se tornou realidade. O enorme V12 5.2l de Countach precisou de mágica para caber dentro do cofre, com várias ondulações no capô pra ajudar. Pra piorar, poderia ser pedido pra marca o motor opcional da própria Lambo V12 7.2l L804, utilizado EM BARCOS DE CORRIDA, e que segundo o site lambocars.com, poderiam chegar a 880cv!! 

O veículo foi apresentado ao mundo no Brussels Auto Show de 1986, sendo apelidado pela imprensa de “Rambo-Lambo”.

Fora isso, o interior desse carro não faz sentido nenhum. Bancos 2+2, um painel bizarro repleto de botões que mais parecem ter vindo de telefones antigos, rádio no teto e colocado em um local que o motorista não consegue enxergar direito, o buraco da ignição escondido embaixo do volante onde a mão mal entra, dentre tantas outras coisas. O mito Doug DeMuro fez um review desse carro e mostrou todas as suas bizarrices mais de perto.

E ainda, sem contraste nenhum com a tentativa de luxuosidade do interior, o “””porta-malas””” da LM002 é rústico ao ponto de ser todo de metal. E ah, nas laterais dessa traseira tem dois bancos acolchoados, caso algum corajoso queira sentar ali em um passeio pela praia ou algo.

Foram produzidas somente 328 LM002 para o mundo entre 1986 e 1993, o que faz com que os preços de uma atualmente passe dos $400.000,00 dólares! Fico imaginando o tipo de gearhead maluco que paga essa grana toda por um carro tão louco quanto o dono.

Então lembre-se: toda vez que ver uma Urus sendo flagrada no @ExoticsBrazil, saiba que é a versão moderna e sensata de algo que a Lamborghini pensou lá atrás, na época que seus dirigentes tinham um pouco menos de parafusos na cabeça que um ser-humano normal!

Valeu!